Curso de Naturopatia e Terapias Complementares a partir de casa

Obtenha o quanto antes o seu Certificado de Formação emitido pelo Instituto Profissional de Estudos da Saúde e trabalhe em ervanárias, lojas de produtos naturais, estâncias termais, spas, entre outros.

A partir de sua casa, em apenas 9 meses, com um formador à sua disposição desde o 1º dia.

Acesso a Bolsa de Trabalho Exclusiva.

>>> Caso queira receber mais informações, sem qualquer compromisso, preencha o formulário AQUI.

curso de naturopatia

NOTA: Este curso NÃO é financiado.

Saber Mais

Saiba Como Encontrar Cursos EFA Financiados (Educação e Formação de Adultos)

Os Cursos EFA financiados (ou cursos de Educação e Formação de Adultos) são uma oportunidade para os adultos que querem aumentar as suas qualificações académicas e assim adquirir mais competências para singrar no mundo do trabalho.

Estes cursos financiados pelo Estado conferem direito a uma bolsa de formação, subsídio de alimentação e subsídio de transporte.

 

Como Encontrar Cursos EFA Financiados

Para encontrar cursos efa eu recomendo que visite o website “Formação Financiada” que é atualizado frequentemente e cujo endereço é o seguinte:

www.formacaofinanciada.com.pt

Neste website você poderá pesquisar por cursos efa por distrito:

cursos efa financiados como encontrar

Indicações: Posicione o cursor sobre a categoria “CURSOS EFA” e de seguida poderá selecionar o distrito que pretende para ver os cursos efa disponíveis.

 

Você também pode encontrar cursos de educação e formação de adultos diretamente no site do IEFP.

Para saber como pesquisar por cursos no site do IEFP eu recomendo que veja o seguinte vídeo:

 

Cursos EFA Financiados – A QUEM SE DESTINAM:

Para poder frequentar este tipo de cursos deverá cumprir os seguintes requisitos:

– Ter idade igual ou superior a 18 anos (poderão ser admitidas pessoas com idade inferior a 18 anos, a título excepcional, desde que estejam já inseridas no mercado de trabalho);

– Pretender completar o 4º, 6º, 9º ou 12º ano de escolaridade;

– Desejar obter uma qualificação de nivel 1, 2 ou 3.

Saber Mais

Estatisticas sobre a educação em Portugal – Nº de inscritos por modalidade de ensino

Estatisticas sobre a educação

Nº de inscrições / matrículas no ano lectivo 2008 / 2009, em cada modalidade de ensino:

      Homens Mulheres Total
Educação pré-escolar     133 764 125 168 258 932
Ensino básico 1.º Ciclo _____________________________Ensino regular 236 109 221 543 457 652
Ensino artístico especializado (regular) 186 206 392
Cursos EFA 535 772 1 307
Processos RVCC 174 298 472
Sub-Total 237 004 222 819 459 823
2.º Ciclo Ensino regular 126 993 113 352 240 345
Ensino artístico especializado (regular) 133 214 347
Cursos profissionais      
Cursos CEF 479 182 661
Ensino recorrente      
Cursos EFA 1 882 3 281 5 163
Processos RVCC 3 332 5 499 8 831
Sub-Total 132 819 122 528 255 347
3.º Ciclo Ensino regular 159 677 158 052 317 729
Ensino artístico especializado (regular) 149 201 350
Cursos profissionais 175 124 299
Cursos de aprendizagem 800 196 996
Cursos CEF 25 338 14 311 39 649
Ensino recorrente 55 70 125
Cursos EFA 13 385 26 989 40 374
Processos RVCC 48 555 52 133 100 688
Sub-Total 248 134 252 076 500 210
Sub-Total 617 957 597 423 1 215 380
Ensino secundário   ____________________________Ensino regular 90 014 112 065 202 079
Ensino artístico especializado (regular) 816 1 369 2 185
Cursos profissionais 49 487 40 012 89 499
Cursos de aprendizagem 8 246 5 338 13 584
Cursos CEF 1 600 1 791 3 391
Ensino recorrente 8 571 8 005 16 576
Ensino artístico especializado (recorrente) 194 148 342
Cursos EFA 19 859 32 158 52 017
Processos RVCC 50 951 47 178 98 129
Sub-Total 229 738 248 064 477 802
Total 981 459 970 655 1 952 114
Fonte: GEPE.
Com a publicação destes números pretendemos dar a conhecer aos nossos leitores e leitoras a realidade de alguns dos tipos de formação que anunciamos aqui no site Cursos Financiados.
Assim as pessoas ficam com uma ideia geral da quantidade de pessoas que estão envolvidas nas diversas modalidades de formação: cursos efa, cursos profissionais, cursos cef, cursos de aprendizagem, entre outros.
Saber Mais

Áreas de formação abrangidas pelos cursos EFA – Catalogo nacional de qualificações

No âmbito do Programa Novas Oportunidades, a ANQ – Agência Nacional de Qualificações – elaborou os referencias de formação presentes no catálogo nacional de qualificações.

No que toca aos cursos efa, estes abrangem trinta e sete áreas de formação que se encontram listadas abaixo:

213 – Audiovisuais e produção dos média

215 – Artesanato

225 – História e arqueologia

322 – Biblioteconomia, arquivo e documentação

341 – Comércio

342 – Marketing e publicidade

343 – Finanças, banca e seguros

344 – Contabilidade e fiscalidade

345  – Gestão e administração

346 – Secretariado e trabalho administrativo

347 – Enquadramento na organização/empresa

481 – Ciências informáticas

521 – Metalurgia e metalomecânica

522 – Electricidade e energia

523 – Electrónica e automação

524 – Tecnologia dos processos químicos

 525 – Construção e reparação de veículos a motor

 541 – Indústrias alimentares

 542 – Indústria do têxtil, vestuário, calçado e couro

 543 – Materiais (madeiras, cerâmica, cortiça)

 544 – Indústrias extractivas

 582 – Construção civil e engenharia civil

 621 – Produção agrícola e animal

 622 – Floricultura e jardinagem

 623 – Silvicultura e caça

 624 – Pescas

725 – Tecnologias de diagnóstico e terapêutica

729 – Saúde

761 – Serviço de apoio a crianças e jovens

762 – Trabalho social e orientação

811 – Hotelaria e restauração

812 – Turismo e lazer

813 – Desporto

815 – Cuidados de beleza

850 – Protecção do ambiente

861 – Protecção de pessoas e bens

862  -Segurança e higiene no trabalho

Saber Mais

Ensino profissional contribui para a diminuição do abandono escolar em Portugal

Segundo dados revelados em 2009 pela OCDE – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico – Portugal é o país com piores resultados no que toca ao abandono escolar (entre os 30 estados membros).

Em Portugal existe um grande número de jovens que abandonam a escola prematuramente, não concluíndo por isso o ensino obrigatório. De acordo com os dados da OCDE, apenas 73% dos jovens até aos 24 anos concluiu o 12º ano (ensino secundário), ou seja, a taxa de abandono escolar em Portugal continua muito acima da média europeia.

Apesar disso, os dados revelam sinais positivos uma vez que a taxa de abandono tem vindo a diminuir significativamente, e acredita-se que nos próximos 5 / 6 anos irá diminuir ainda mais, atingindo valores semelhantes aos da média europeia.

Para esta diminuição do abandono escolar muito tem contribuído o ensino profissional – ensino alternativo ao ensino secundário normal – que tem cativado muitos jovens que de outra forma já teriam desistido de continuar os estudos.

Após o 9º ano, os jovens podem escolher de entre uma série de alternativas ao ensino secundário normal:

– cursos profissionais

cursos de educação e formação (cef)

– ensino recorrente

– ensino artístico e especializado

– cursos de aprendizagem

cursos de especialização tecnológica (cet)

 

Desta forma, sentem-se muito mais motivados porque estão a aprender aquilo que gostam e a tirar uma certificação profissional que lhes permitirá melhores condições de acesso ao mercado de trabalho.

Saber Mais

Acabei de concluir o 9º ano! E agora?

O caminho que se escolhe para continuar os estudos a seguir ao 9º ano marca irremediavelmente o futuro profissional dos jovens.

Nesta idade existem muitos estudantes que não estão devidamente informados sobre as opções existentes e por isso ignoram oportunidades que poderiam mudar o seu futuro.

Antes de mais há que ter conta que após a conclusão do 9º ano há basicamente 2 vias para continuar os estudos:

– ensino secundário geral

– ensino profissional (cursos tecnológicos e escolas profissionais)

A escolha mais acertada depende daquilo que o jovem pretende fazer após concluir o 12º ano.

 

CASO 1:

Se o estudante pretende acabar o 12º ano e de seguida ingressar no mercado de trabalho, então a melhor opção é ingressar no ensino profissional. Neste caso, o jovem obterá uma dupla certificação: diploma de 12º ano + certificado profissional de nivel 3. No fundo, trata-se de um percurso formativo 2 em 1, em que os estudantes frequentam o ensino secundário e ao mesmo tempo aprendem uma profissão.

Com uma qualificação profissional deste tipo torna-se muito mais fácil arranjar trabalho após concluir o 12º ano, do que apenas com o ensino secundário geral. Além disso, se desejar seguir para o ensino superior também o poderá fazer.

 

CASO 2:

Se o estudante pretende acabar o 12º ano e seguir para um Curso Superior, então a melhor opção será o ensino secundário geral. Desta forma, os estudantes podem dedicar 100% do seu tempo aos estudos e assim será mais fácil tirar boas notas, de forma a acabar o secundário com boa média para conseguirem entrar no curso superior que pretendem.

 

Pense bem no que pretende para o seu futuro e faça a escolha certa!

Saber Mais

CET (Cursos de Especialização Tecnológica) – O que são e quem pode candidatar-se

Cursos cet (Cursos de especialização tecnológica) – destinam-se a pessoas adultas e jovens que tenham no mínimo o 12º ano de escolaridade. Também podem aceder pessoas que tenham um curso de nivel 3 ou nivel 4.

Cursos Cet

A conclusão de um curso cet confere uma qualificação de nivel 4 e o respectivo diploma de especialização tecnológica. O diploma apenas é concedido após cumprimento do plano de formação com um nº de créditos (ECTS) entre 60 e 90.

o que são cursos cet

Cursos Cet

Os cursos de especialização tecnológica caracterizam-se por:

– incluir conhecimentos que pertencem ao ensino superior;

– corresponder a uma formação técnica de alto nível;

– permitir ocupar cargos e assumir responsabilidades ao nível da gestão, concepção ou direcção.

Nota: Estes cursos permitem o acesso ao ensino superior por meio de um concurso especial.

 

» » » Quem pode candidatar-se aos cursos cet?

1. detentores de um curso de ensino secundário, ou de habilitação legalmente equivalente;
2. estudantes que tendo conseguido aprovação em todas as disciplinas dos 10º e 11ºanos e tendo estado inscritos no 12ºano de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente, não o tenham concluído;
3. detentores de uma qualificação profissional do nível III;
4. detentores de um Diploma de Especialização Tecnológica (DET) ou de um grau ou diploma de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional;
5. podem igualmente candidatar-se à inscrição num CET num estabelecimento de ensino superior os indivíduos com idade igual ou superior a 23 anos, aos quais, com base na experiência, aquele reconheça capacidades e competências que os qualificam para o ingresso no CET em causa.

 

 

Saber Mais